Explore uma representação interativa de como a ciência se processa. Página original em inglês Home Glossário pesquisa home Compreender a Ciência Para professores Biblioteca de recursos
Dicas e estratégias para ensinar a natureza e processo da ciência

Faça o download de uma versão em pdf desta página.

Globalmente:

  • Seja explícito sobre como as suas atividades em sala de aula e o conteúdo do seu ensino se relacionam com a natureza e processo da ciência.
  • Seja um modelo dos comportamentos, estratégias e linguagem científica que você quer ver nos seus alunos.
  • Incorpore a natureza e processo da ciência ao longo de todo o ano letivo. Reveja as mesmas ideias em diversos contextos para que os alunos possam ver a aplicabilidade geral dessas ideias em toda a ciência.
  • Use atividades nas quais os próprios alunos aplicam e/ou desenvolvem processos científicos (ou seja, "Como é que eu faço ciência?"), bem como atividades em que os alunos estudam o funcionamento da ciência como observadores (ou seja, "Como é que eles fazem ciência?").
  • Use exemplos da história da ciência. Incorpore relatos populares de descobertas científicas que realçam a natureza e o processo da ciência.
  • Sempre que possível, faça com que os alunos perguntem e respondam a "como é que sabemos isto?"
  • Esteja ciente de equívocos comuns sobre a natureza e o processo da ciência. Coloque os alunos em situações que desafiam esses equívocos. Lembre-se de ser explícito!
  • Comece o ano com uma discussão sobre o que é e o que não é ciência e quais as características que fazem a ciência ser diferente de outros empreendimentos humanos. Revisite esses temas em vários contextos ao longo do ano.
  • Aplique o Guia da Ciência em situações diversas ao longo do ano.
  • Aplique o Fluxograma da Ciência em situações diversas ao longo do ano.
  • Tire partido de investigação e descobertas atuais (particularmente quando desafiam algo que está no livro) e traga este material para a sala de aula.
  • Use as avaliações para monitorizar a compreensão pelos alunos da natureza processo da ciência.
  • Procure oportunidades de colaboração com instituições de investigação locais que possam fornecer estruturas para interações entre os alunos e cientistas.
  • Use fotos e vídeo para salientar que a ciência é feita de muitas maneiras diferentes por muitas pessoas diferentes.

Durante as investigações dos alunos:

  • Evite enfatizar demasiado o termo experiência. Muitos testes científicos não tomam a forma de experiências. Ao discutir evidência adquirida através destes outros tipos de testes científicos, não se esqueça de tornar isso explícito.
  • Tire partido de atividades de laboratório que "dão errado". Retire a ênfase da ideia de "resposta certa" e permita que os alunos se debatam com a ambiguidade.
  • Em vez de fornecer a resposta "certa" , dirija o ceticismo dos alunos de retorno a métodos, evidência e interpretação.
  • Em vez de atividades de laboratório realizadas como se fossem retiradas de um livro de receitas, incorpore investigações projetadas por alunos com o equipamento de laboratório disponível.
  • Peça aos alunos que apresentem as suas evidências e interpretações uns aos outros, e que cheguem a um consenso sobre os resultados obtidos em laboratório ou nalguma atividade.
  • Peça aos alunos para manterem um diário com reflexões pessoais sobre a sua aprendizagem e sobre a forma como o conhecimento é construído.
  • Peça aos alunos que escrevam os resultados das atividades de laboratório como se fosse um artigo científico.
  • Lembre-se, seja explícito acerca de como as investigações dos alunos se relacionam com a natureza e processo da ciência.


Salas dos professores
13-Univ 10-12 7-9 5-6 3-4 P-2

Recursos P-16


Guia do Compreender a Ciência


Quadro conceptual


Ferramentas didáticas


Dicas e estratégias


Como o Saber Ciência está a ser usado


Corrigindo equívocos


Equívocos acerca de ensinar


Investigação em educação


Brevemente!


Home | Acerca | Copyright | Créditos e Colaboradores | Contactos