Explore uma representação interativa de como a ciência se processa. Página original em inglês Home Glossário pesquisa home Compreender a Ciência Para professores Biblioteca de recursos
Asteroides e dinossauros
página 10 de 10
anterioranterior
  Mais conhecimento, mais questões
Walter Alvarez em 2002
Walter Alvarez em 2002.
 
À primeira vista, esta pequena história da ciência pode parecer ter andado às arrecuas. Primeiro, a história está cheia de falsos começos e metas abandonadas: o trabalho de Alvarez sobre a tectónica de placas foi abandonado depois das suas observações intrigantes sobre a fronteira K-T. Em seguida, o seu trabalho sobre o momento da transição no limite K-T tinha sido desviado pela problemática do irídio. A hipótese da supernova foi abandonada quando a evidência crítica não se materializou. E agora, os cientistas perguntam-se se a hipótese do asteroide pode realmente explicar toda a extinção em massa. As nossas perguntas sobre a extinção no limite K-T têm-se multiplicado desde que esta investigação começou.

Tudo isso é verdade, no entanto, também temos mais conhecimento sobre os eventos no final do Cretáceo do que tínhamos antes de Walter Alvarez ter começado a andar pelos Apeninos. Sabemos que um grande asteroide atingiu a Terra, provavelmente perto da Península de Yucatán. Sabemos que nenhuma supernova nas proximidades fez chover plutónio na Terra. Sabemos mais sobre o registo fóssil em torno do limite K-T. Nós temos uma compreensão mais detalhada das mudanças climáticas e geológicas que levaram ao fim do Cretáceo. Num certo sentido, temos muitas mais perguntas, simplesmente porque sabemos muito mais sobre o que perguntar, e esta é uma parte fundamental do empreendimento científico. A ciência é cumulativa e contínua. Cada pergunta que respondemos acrescenta à nossa compreensão global do mundo natural, mas a luz que vem desse novo conhecimento realça muitas outras áreas ainda na sombra.



QUER SABER MAIS? VEJA ESTAS REFERÊNCIAS (EM INGLÊS)

Relatos populares e históricos:

Alguns artigos científicos:
  • Alvarez, L.W., W. Alvarez, F. Asaro, and H.V. Michel. 1980. Extraterrestrial cause for the Cretaceous-Tertiary extinction. Science 208:1095-1108.
  • Hildebrand, A.R., G.T. Penfield, D.A. Kring, M. Pilkington, Z.A. Camargo, S.B. Jacobson, and W.V. Boynton. 1991. Chicxulub crater: A possible Cretaceous/Tertiary boundary impact crater on the Yucatan Peninsula, Mexico. Geology 19:867-871.
  • Russell, D.A., and W. Tucker. 1971. Supernovae and the extinction of the dinosaurs. Nature 229:553-554.
Toda esta secção está disponível em PDF.

veja também
As voltas e reviravoltas nesta história demonstram que o caminho da ciência é não-linear. Descubra mais sobre como o método científico linear frequentemente representado nos manuais escolares é enganoso.

pontos chave
Use esta história para apresentar os seus alunos ao Fluxograma da Ciência. Veja também a versão desta atividade para o 3º ciclo do ensino básico e para o ensino secundário.




Foto de Walter Alvarez cortesia da Geological Society of America

Home | Acerca | Copyright | Créditos e Colaboradores | Contactos